sábado, 18 de outubro de 2014

Varicocele?




att: Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão." 

                                         CASCAS & RAÍZES DA AMAZÔNIA
                                                    CNPJ:11.816.307/0001-81                www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia
Veja todos os nossos produtos e preços acessando o link:
         www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher

Quaisquer dúvidas ou informações ligue:
Fixo: Oi (91)3771-4894 ou 3618 - 2045

 *Celulares:(91)8988 - 7076 Tim / 8488-8730 Claro / 9639 - 9095 Oi

Trompas Obstruídas

Kit Saúde das Trompas
contém: 
4 garrafadas para desobstrução das trompas 
1 Ducha genecológica 
1 Sachê de ervas medicinais pra asseio vaginal 
2 Saches de Ervas medicinais para banho de assento 
1 sabonete Liquido medicinal intimo 
1 Sabonete natural Barbatimão (bastão) E 1 Frasco de capsulas da Saúde da Mulher ou Saúde do útero (BRINDE)

A finalidade deste kit é desobstruir as 
trompas eliminando os bloqueios de 
massas, trompas coladas, amaciando 
as paredes endurecidas devolvendo a 
saúde das trompas corrigindo as aderências e os movimentos das mesmas.


att: Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão." 

                               CASCAS & RAÍZES DA AMAZÔNIA
                                         CNPJ:11.816.307/0001-81
                          www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia
                     Veja todos os nossos produtos e preços acessando o link:                                       www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher

Quaisquer dúvidas ou informações ligue:
Fixo: Oi (91)3771-4894 ou 3618 - 2045
 *Celulares:(91)8988 - 7076 Tim / (91)8488-8730 Claro /(91) 9639 - 9095 Oi /(91)93034618 Vivo

Tentando Engravidar?







att: Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão." 

                                  CASCAS & RAÍZES DA AMAZÔNIA
                                          CNPJ:11.816.307/0001-81
                            www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia
Veja todos os nossos produtos e preços acessando o link: www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher

Quaisquer dúvidas ou informações ligue:
Fixo: Oi (91)3771-4894 ou 3618 - 2045
*Celulares:(91)8988 - 7076 Tim / (91) 8488-8730 Claro / (91) 9639 - 9095 Oi / (91) 93034618 Vivo

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Estou gravida consegui com a ajuda das garrafadas de Rita De Souza

Cascas e Raízes da Amazônia
OBRIGADO JESUS!
Que DEUS te cubra de Bençãos sem medidas e que esta criança seja balsamo de felicidades sempre!

PARABÉNS!!!!

Solyneide Alves dos Santos e Santos 05/10/2014 
Para: rita-euqueroengravidar@hotmail, neideasesantos@

Oi dona rita bom dia lindona,
A senhora sabe qual é a mais nova gravidinha da vez na família?
Então “SOU EU” descobri hoje pela manhã num exame de rotina
Que iria fazer e deu até pra ouvir o coraçãozinho do meu bebê
Imagine o quanto já chorei hoje de tanta alegria, tomei um susto
Tão grande que deixei meu médico assustado tadinho kkkkk
A senhora é demais e obrigado por todas as coisas que fez por mim
Já passei seu numero para umas conhecidas que também querem
Engravidar, é minha vez de retribuir. Estou em dividas com vocês
Tudo o que eu fizer para ajudar é pouco diante do que fizeram por
Nós. Toda a honra e toda a glória é de JESUS mas os aplausos são seus.

Att:
Neide

Engravidei com as garrafadas de Rita De Souza & Engrácia Souza





Outro POSITIVO meninas acho que ela ainda não entendeu que vai ser mamãe. PARABÉNS amada que DEUS os abençoe grandemente

Muito obrigado meu JESUS amado!




Eliana Novasch 03/10/2014 
Para: rita-euqueroengravidar@hotmail.com, eliana_deusdevitorias@

Bom dia Rita tudo bem? Você melhorou da coluna?
Tenho uma boa noticia pra te dar, consegui meu positivooo
Logo que terminei o kit das trompas e o saúde do útero já
No segundo ciclo flor. Como a minha mesntruação atrasava
Coisa e 3,5 dias não me liguei muito pra não pirar, por que
É muito desgastante, fico arrasada. Então passaram-se 7 dias
E nada, com muito medo resolvi fazer o teste e a surpresa
Foi maravilhosa, fiquei tão nervosa e com tanto medo que congelei
No banheiro não tive nenhuma reação você acredita e eu que imaginei que
Neste dia iria pra UTI com parada cardíaca....kkkkkkkkkkkkkk
Rita você acredita que estou assim até agora.
Acho que não assimilei O acontecido só pode.

Beijinhos
Eliana

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Higiene íntima para evitar infecções

Você sabia que o excesso ou a falta de limpeza podem prejudicar o pH da vagina — grau de acidez que impede a ação de bactérias — e resultar em uma série de doenças? Para evitar infecções e odores indesejados, a ginecologista e obstetra Bárbara Murayama listou 11 dicas sobre higiene íntima. Está curiosa? Então, continue a leitura A higiene da região genital deve ser feita com sabonete líquido próprio para a área íntima ou a versão líquida comum, mas com pouco perfume e, de preferência, sem coloração, ensina a médica.
— A formulação do sabonete em barra pode ressecar a região e facilitar a entrada de microrganismos, por isso é melhor só usá-lo no corpo. Esta dica também vale para os homens a falta de higiene pode causar câncer no pênis. Algumas pessoas têm o hábito de tomar banho após fazer o “número dois”. Segundo Bárbara, a atitude está correta para complementar a limpeza feita com o papel higiênico.
— Como nem sempre isso é possível, uma boa alternativa é usar lenço umedecido para adultos, não aqueles infantis. O mercado já disponibiliza esta versão.Quem optar pelo chuveirinho, a médica orienta fazer a limpeza sempre no sentido da vagina em direção ao ânus para que não haja a contaminação com as bactérias provenientes do intestino.
— A dica também vale para o uso de papel higiênico, já que estas bactérias são a principal causa de infecções femininas Papel higiênico colorido, perfumado e com desenho pode ser muito fofo e bonitinho, mas prejudica a saúde íntima e não deve ser utilizado, adverte a ginecologista. — Qualquer produto perfumado e colorido tem química na formulação e pode causar alergias. Por isso, sempre opte pelo papel higiênico branco Após a relação sexual, é recomendado tomar banho para limpar a região genital corretamente. Além disso, a especialista também orienta fazer xixi. —A mulher tem a uretra menor que a do homem, o que facilita a chegada das bactérias na bexiga. O xixi é uma maneira de ‘lavar’ a uretra e diminuir o risco de infecção
É possível manter o prazer na cama após o nascimento do bebê, garantem especialistas Pode estar na moda depilar totalmente (ou quase) a área genital feminina e até a masculina, mas Bárbara avisa que os pelos atuam como uma barreira protetora, por isso não devem ser totalmente eliminados.
— O ideal é que as mulheres depilem no contorno do biquíni. Outra dica é aparar o restante dos pelos com uma tesoura. O mesmo vale para os homens. Cera de depilação pode transmitir doenças? Descubra! Mulheres no período menstrual ou portadores de incontinência urinária devem redobrar os cuidados com a higiene íntima. — No caso de menstruação, não há contra indicação de usar o absorvente interno, desde que a mulher troque a cada três ou quatro horas, dependendo do fluxo menstrual. Se ela preferir absorvente comum, a recomendação é o de malha suave . Dormir sem calcinha e com roupas largas é indicado para deixar a vagina "respirar". Pelo mesmo motivo, é bom evitar calças muito justas, ainda mais quando a mulher passa boa parte do dia sentada. — O uso de protetor diário de calcinha é contra indicado, pois abafa a região. Se a mulher apresentar uma secreção exagerada, pode ser sinal de doença. Neste caso, é válido procurar o médico. Lavar a calcinha no chuveiro pode desde que ela não fique pendurada no boxe para secar, avisa a médica. — O banheiro não é o ambiente mais limpo da casa, sem falar que é úmido, podendo levar à proliferação de microrganismos. Então, após lavar a calcinha, coloque-a ao sol ou na lavanderia e, quando estiver seca, passe com ferro apenas o fundo para matar possíveis fungos. O tecido da calcinha também é importante quando o assunto é saúde íntima. Bárbara avisa que ela deve ser confortável e precisa deixar a pele respirar. — A de algodão é a melhor opção, mas também existem tecidos sintéticos que absorvem o suor e são fáceis de higienizar. A lycra não é recomendada. Ficar com o biquíni molhado por muito tempo pode causar candidíase e até infecção urinária, alerta a ginecologista. — O segredo é fugir desta situação carregando sempre mais opções da calcinha do biquíni para trocar após o banho de mar ou piscina. Na hora de lavar a roupa de praia, não se esqueça de usar sabão neutro e deixe secar ao sol para eliminar as substâncias químicas e bactérias. Candidíase provoca ardor e coceira na região vaginal.

GARRAFADAS PARA ENGRAVIDAR / PROMOÇÃO / APROVEITE É POR TEMPO LIMITADO


domingo, 14 de setembro de 2014

GARRAFADA PARA ENGRAVIDAR

O QUE É GARRAFADA PARA ENGRAVIDAR?!

A garrafada é feita de ervas,cascas e raízes usadas juntamente com outros ingredientes naturais e vinhos medicinais,essas garrafadas, são benéficas para o organismo, ajudando a ter um melhor funcionamento, exitem casos em que as mulheres tiveram infecções no útero; cistos, miomas,inflamações trompas obstruídas e outros; e essas garrafadas foram ótimos remédios para o tratamento.Pois essas garrafadas corrigem as causas de infertilidade feminina e masculina;e muitas mulheres que não poderiam engravidar já conseguiram realizar este sonho!
As garrafadas vem de tempos antigos, por naquela época não ter muitos médicos, então eles buscavam a cura em raízes e ervas naturais.E sua fama percorreu o mundo.
Por isso vem sendo muito procurada,e com certeza a maioria das mulheres sempre falam bem de sua eficacia, pois é um ótimo remédio para engravidar por ter a função de curar o útero,das infecções entre outras enfermidades.
Acompanhe o nosso trabalho no facebook:
https://www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia
Vale ressaltar que não basta apenas saber quais as ervas,cascas e raízes, muitas mulheres procuram descobrir quais são as ervas utilizadas,na tentativa de fazerem sua própria garrafada, alerta "não façam isto",existem ervas que são tóxicas e isto pode causar danos a saúde!
Todas as formas de preparos são de grande responsabilidade de quem as prepara!!! Vejam nossos produtos na nossa pagina de vendas on-line acesse o link:
BOA SORTE!
PEDIDOS & INFORMAÇÕES
Telefones do escritório:
+55 91 3771-4894 _Engrácia
+55 91 3618-2045 _Rita De Souza

Telefone Móvel: 
Claro: 021 91 8488-8730 Engracia

Vivo: 015 91 9303-4618 / Whatzaap de Engrácia Souza.

Operadora Oi :região norte e nordeste: 031 91 9639 - 9095
e da região Centro e Sul: 014 91 9639 -9095 Rita De Souza.

Tim: 041 91 8988-7076 e Whatzaap Rita De Souza.
Belém - PA 

Hidrossalpinge

A hidrossalpinge nada mais é do que um acúmulo de líquidos nas trompas ou em apenas uma delas.
Normalmente esse liquido está ali presente por uma infecção que aconteceu na região, por fatores bacterianos ou uma doença sexualmente transmissível como clamídia ou sífilis por exemplo que podem ter sido responsáveis por essa inflamação.
Os problemas que a hidrossalpinge traz são alguns e todos eles podem impedir que a gravidez ocorra. A trompa fica dilatada e essa dilatação pode interferir no processo de fecundação do espermatozoide com óvulo, já que é na trompa que a fertilização acontece. A hidrossalpinge também pode ocasionar uma obstrução da tuba, fazendo com que o óvulo não possa descer e nem o espermatozoide possa subir. É a tal trompa obstruída, mas nem todos os casos de trompas obstruídas são por conta de hidrossalpinge, alias a obstrução da trompa pode ser resolvida com um pequeno procedimento, mas isso é assunto para outro post.
O liquido presente na trompa por conta da hidrossalpinge também pode ser um fator que possa atrapalhar na hora da implantação do embrião caso a fecundação tenha ocorrido na trompa saudável. Há estudos que revelaram que esse liquido cai no fundo do útero, ou mesmo no fundo de saco de Douglas e faz com que a nidação seja dificultada. Caso a implantação ocorra, outro fator pode atrapalhar uma gravidez saudável, o liquido poderia ser tóxico para o feto causando um aborto. A relação da trompa dilatada com a quantidade de liquido secretado estão diretamente ligados a aderência, quanto mais inchada, mais liquido ela secreta e mais grave pode se tornar. Caso a hidrossalpinge seja secretora, o procedimento que faça com que o liquido pare de cair na cavidade uterina cesse as chances de uma gravidez natural se torna muito maior, sem necessidade efetivamente de uma FIV, tudo isso vai depender realmente do grau de gravidade do problema.
Os sintomas podem ser dores abdominais, inchaço e corrimento vaginal de aspecto e cores diferenciadas das habituais para um muco cervical saudável, mas pode sim acontecer de ser assintomática e assim a mulher pode chegar ao diagnóstico apenas quando passa a investigar o motivo da infertilidade. O diagnóstico vem através de exames de imagem como a histerossalpingografia e também tomografias uterinas e se for o caso uma videolaparoscopia diagnóstica pode acontecer.
Normalmente o tratamento para esse tipo de problema é a tentativa de desobstrução das trompas, caso esse procedimentos não dê resultado ai a retirada da trompa afetada ou parte dela e via cirurgia, caso as duas trompas sejam afetadas então a retirada seria das duas trompas ou parcialmente, vai depender muito do grau e do nível da doença. A avaliação de um bom especialista é fundamental para uma boa recuperação e total eliminação do problema, um procedimento bem feito para quem tem o problema em apenas uma das trompas pode levar a uma futura gravidez natural. Caso as duas trompas forem retiradas a gravidez apenas acontecerá por meio de fertilização in vitro.
Claro que antes de qualquer alarde, a mulher portadora da hidrossalpinge deve conversar com o seu médico e ver as verdadeiras condições de saúde das trompas. Se houver necessidade a retirada acontecerá, porém na grande maioria dos casos a eliminação do problema pode ser total e a gravidez decorrerá sem maiores problemas. Lembre-se de que investigar é muito importante e se o prazo de 1 ano para engravidar esteja esgotado, o casal deve ir ao médico para exames.
Ainda existe uma possibilidade antes de partir para FIV nossos kits - Saúde das Trompas 90% eficaz na desobstrução.Elimina o liquido das trompas desobstruindo em até 90% suas trompas.  


PEDIDOS & INFORMAÇÕES
Telefones do escritório:
+55 91 3771-4894 _Engrácia
+55 91 3618-2045 _Rita De Souza

Telefone Móvel: 
Claro: 021 91 8488-8730 Engracia

Vivo: 015 91 9303-4618 / Whatzaap de Engrácia Souza.

Operadora Oi :região norte e nordeste: 031 91 9639 - 9095
e da região Centro e Sul: 014 91 9639 -9095 Rita De Souza.

Tim: 041 91 8988-7076 e Whatzaap Rita De Souza.
Belém - PA 

Necrospermia infertilidade masculina


O espermograma é um exame de grande importância na avaliação do homem infértil e deve se solicitado logo no início. Em caso de alteração espermática, a rotina é pedir pelo menos
dois testes com intervalo de três meses, isto porque, este é o período, aproximadamente, necessário para o nascimento de uma nova família de espermatozóides. Em alguns casos um fator ambiental ou medicamentoso poderá estar alterando temporariamente a qualidade do sêmen.
É de grande importância afastar uma provável infecção espermática e até mesmo uma prostatite.

Análise do sêmen
Espermograma (OMS - 1992)
Concentração: ³ 20 milhões de espermatozóide/ml.
Motilidade: > de 50% de espermatozóides móveis ( grau A + B)
Grau A: linear rápido (> 25%)
Grau B: linear lento
Grau C: móvel não progressivo (movimento circular)
Grau D: imóveis

Morfologia: Assim como a motilidade progressiva rápida, a morfologia normal é um parâmetro indicador da capacidade fecundante do espermatozóide.

Segundo a morfologia estrita, preconizada por Kruger & al (1988) um sêmen fértil
deverá apresentar pelo menos 14% de espermatozóides normais (ovais).
Vitalidade (teste da eosina-nigrosina): > de 50% de espermatozóides vivos.

Exames complementares
Peroxidase ( P.A.S ): < 1 milhão de células redondas P.A.S positivas por mililitro de
sêmen. Mais de 1 milhão/ml é sinal de infecção aguda.

Swelling Test (teste de hiposmolaridade): Utilizado para avaliar a integridade da membrana espermática. Normal: > 50% de espermatozóides inchados.

Teste de anticorpo anti-espermatozóides (MarScreen): utilizado para análise da presença de anticorpos anti-espermatozóides.

Valores de referência: 0 a 10%: negativo
11 a 30%: duvidoso
> 30%: positivo

Capacitação espermática: Esta técnica torna o espermatozóide apto a fertilizar, após um processo de lavagem e migração ascendente ou descendente.

Teste de Kremer: para avaliar a capacidade de penetração espermática no muco cervical.

Teste de penetração espermática ou "teste de Alexander": Avalia a capacidade dos espermatozóides de penetrar no muco cervical.

Para evidenciar uma provável infecção espermática:
Espermocultura e antibiograma.
Pesquisa de Chlamydia e Mycoplasma no sêmen e na uretra.
Cultura seriada de Stamey: na suspeita de prostatite

IV. Dosagens bioquímicas: Entre outras, a dosagem da frutose pode afastar uma possível obstrução presente nos casos de hipospermia.

Causas mais comuns da infertilidade masculina
Produção ou excreção inadequada do espermatozóide
Infecção espermática
Anticorpos anti-espermatozóides
Varicocele
Obstrução do trato genital
Criptorquidia (falha na descida dos testículos)
Distúrbios do canal da ejaculação
Alterações hormonais
Anomalias genéticas

Conceitos
1.Aspermia: ausência de sêmen. Pode ser conseqüência de alterações patológicas dos órgãos reprodutores e perturbações centrais.
2.Hipospermia: menos de 2 ml de ejaculado.
3.Hiperespermia: mais de 5 ml de ejaculado.
4.Azoospermia: ausência de espermatozóides.
5.Oligozoospermia: moderada (entre 10 e 20 milhões/ml). Severa (<10 milhões/ml).
6.Polizoospermia: mais de 250 milhões de espermatozóides/ml
7.Astenospermia: menos de 30% de espermatozóides progressivos rápidos
8.Teratozoospermia: mais de 50% de espermatozóide anormais.
9.Necrospermia: Os espermatozóides estão inicialmente mortos ou morrem devido a processos inflamatórios. Deve ser confirmada pela coloração vital. O diagnóstico da necrospermia, assim como o da azoospermia e da oligospermia, é confirmado após vários exames de sêmen proveniente de diferentes técnicas de coleta.
o parceiro masculino. A pesquisa de anticorpos pode ser feita diretamente sobre a superfície do espermatozóide e de forma indireta no líquido seminal, muco e soro. Segundo nossos resultados, as principais indicações para avaliação imunológica são o teste pós-coital alterado e as alterações no espermograma (astenospermia e aglutinações). O “immunobead test (IBT)” é a prova direta mais utilizada.
Avaliação genética
Avaliação genética
A síndrome de Klinefelter está presente em 1 para cada 500 homens nascidos e é responsável por 14% dos casos de azoospermia. Azoospermia, ginecomastia e testículos pequenos com consistência aumentada fazem parte da tríade clínica desses indivíduos. Dez por cento de todos os casos de síndrome de Klinefelter são mosaicos (46, XY/47, XXY) enquanto 90% são 47, XY.
A fibrose cística é a doença recessiva autossômica mais prevalente entre os descendentes de caucasianos do norte europeu, com incidência aproximada de 1:2.000. Mais de 500 mutações individuais foram detectadas no gene da fibrose cística até o presente momento. A mais comum dessas mutações é a F508, que ocorre em aproximadamente 70% dos cromossomos na fibrose cística. A ausência congênita bilateral do deferente ocorre em 1,4% dos homens com azoospermia. Aproximadamente, em 60% a 80% destes indivíduos identificouse a mutação da fibrose cística. Na atualidade o cariograma é obrigatório para o oligospérmico
severo e azoospérmico. Pesquisa de fibrose cística se impõe ao casal cujo marido é portador de agenesia congênita de deferente. Pesquisa de microdeleções no cromossoma Y é requerido em situações especiais.
Fator endócrino
Fator endócrino
Estima-se em menos de 5% a incidência de fator endócrino como causa de infertilidade masculina. Destacam-se hipertireoidismo, hipotireoidismo, hipogonadismo hipogonadotrófico e hipergonadotrófico e hiperprolactinemia.
Mais de 90% dos homens com hiperprolactinemia têm evidência de disfunção sexual e/ou reprodutiva. O papel da hiperprolactinemia na infertilidade masculina ainda não está claramente entendido, mas parece levar à disfunção das células de Leydig e dos túbulos seminíferos.
Biópsia testicular
Biópsia testicular
Testes funcionais do espermatozóide
Testes funcionais do espermatozóide
de capacitação, sem a qual não existe penetração oocitária.
Microscopia eletrônica
Microscopia eletrônica
Exames complementares de imagem
Exames complementares de imagem
A injeção, no deferente, de azul de metileno e a coletada urina através de cateterismo uretral pode dispensar a vasografia com contraste.

Cirúrgico
Cirúrgico
A correção cirúrgica da varicocele está indicada em pacientes inférteis com anormalidade na contagem, motilidade ou morfologia em pelo menos duas análises seminais ou em pacientes inférteis com análise seminal normal, mas com testes funcionais anormais em duas amostras. A varicocelectomia pode ser realizada a céu aberto por via inguinal ou retroperitoneal ou por laparoscopia. Há consenso da “American Urological Association - AUA” sobre o uso do microscópio e incisão inguinal. Essa alternativa evita as lesões arteriais e linfáticas e exibe peque índice de recidiva. A vasovasostomia está indicada nos casos de reversão de vasectomia, em indivíduos com FSH normal. Não parece haver diferença no resultado quando se usa a técnica de uma camada modificada ou a técnica de duas camadas.
Nos casos de obstrução do epidídimo pode ser realizada a vasoepididimostomia em pacientes com FSH normal ou biópsia de testículo com presença de espermatozóides. É imprescindível o uso de microscópio cirúrgico e a anastomose pode ser término-lateral ou término-terminal. A taxa de permeabilidade varia de 60% a 90% e o índice de gravidez é de 30% a 50% em dois anos. Recomenda-se congelamento de espermatozóides durante o procedimento ou após, pois pode ocorrer obstrução pós-operatória tardia.

O indivíduo normal deve possuir pelo menos 75% de espermatozóides vivos. O achado de espermatozóides vivos e imóveis é uma situação rara e sugere síndrome de Kartagener e a microscopia eletrônica complementa o diagnóstico; outras causas são drogas recreativas e radiação. Choque térmico também pode provocar imobilização total dos espermatozóides.
Avaliação imunológica
Os dados da literatura sugerem que 10% a 15% dos casos de casais em idade reprodutiva têm problemas de concepção, apresentando o que é definido como infertilidade imunológica. Desse percentual, cerca de 8% a 10% envolvem diretamente
Estima-se o percentual de espermatozóides móveis que estão ligados aos “beads”. O teste é considerado positivo quando mais de 20% dos espermatozóides móveis estiverem ligados aos “immunobeads”. O IBT permite uma completa caracterização das classes de imunoglobulinas dos anticorpos ligados ao espermatozóide, bem como sua localização no espermatozóide (cabeça, cauda ou peça intermediária), uma vez que estas informações são importantes para a decisão terapêutica.
Para a titulação específica de anticorpos (provas indiretas), além do próprio IBT indireto, existem várias alternativas como GAT (“Gelatin Agglutination Test”), “MAR test” (“Mixed Antiglobulin Reaction Test”), o TAT (“Tray Agglutination Test”), SIT (“Sperm Immobilization Test”) etc.
Os fatores imunológicos têm resposta dose-dependente; quanto maior a titulação encontrada, pior o prognóstico de fertilidade.
Aproximadamente 6% dos homens inférteis exibem alguma anormalidade cromossômica. De 10% a 15% dos azoospérmicos possuem cariótipo anormal.
A integridade do eixo hipotálamo-pituitário-testicular é geralmente medido através da testosterona, hormônio luteinizante (LH) e hormônio folículo-estimulante (FSH). Hormônio luteinizante e FSH são secretados pela pituitária em resposta à estimulação hipotalâmica do hormônio liberador de gonadotrofinas (GnRH). O LH estimula as células de Leydig e a secreção de testosterona. O FSH liga-se às células de Sertoli, levando-as a produzir substâncias fundamentais para a espermatogênese.
A testosterona é imprescindível para a maturação espermática.
A síndrome de Kallmann resulta de um defeito na migração dos axônios neuronais responsáveis pela secreção do GnRH – com conseqüente defeito na secreção do GnRH pelo hipotálamo – e hipoplasia do bulbo olfatório. Do ponto de vista clínico ocorre deficiência na produção de gonadotrofinas (hipogonadismo hipogonadotrófico primário) associada à anosmia ou hiposmia.Essa síndrome ocorre em aproximadamente 1:10.000 e 1:60.000 pacientes e a infertilidade pode ser corrigida com uso de GnRH.
A elevação da gonodropina indica falência testicular. A determinação do FSH é clinicamente mais útil e reflete o estado dos túbulos seminíferos. Um FSH elevado implica em severa falência testicular e usualmente o prognóstico é pobre.
As dosagens séricas de FSH e testosterona são requeridas, uma vez que seus índices estabelecem a magnitude da falência testicular e monitorizam os tratamentos clínicos.
Na investigação da infertilidade, o estudo da biópsia pode fornecer elementos definitivos quanto à causa do distúrbio na reprodução. De outra parte visa detectar e classif icar as causas testiculares de infertilidade. Destacam-se, entre as mais freqüentes: aplasia de células germinais, parada de maturação da espermatogênese e hipoespermatogênese. Até muito recentemente a biópsia testicular em infertilidade estava indicada em azoospérmicos com testículos de volume e consistência normais, deferentes palpáveis e níveis séricos normais de FSH. Atualmente, entretanto, deve ser efetuada também em testículos pequenos e com FSH elevado, pois grande número de pacientes com suposta falência testicular, sugerida por elevação exagerada de FSH, possui espermatozóides no testículo e isto enseja, através do uso de fertilização assistida (ICSI), a obtenção de prole.
Atualmente a biópsia deve ser efetuadas em múltiplos locais, visto que comprovadamente o testículo exibe um padrão “mosaico”. Em algumas áreas há completa aplasia germinativa, enquanto em outras há espermatogênese completa. Se a biópsia efetuada em um único sítio for negativa (ausência de espermatozóides), não necessariamente caracteriza ausência de chance para a consecução da paternidade.
A biópsia pode ser efetuada a céu aberto ou com “trucut” ou agulha de Vim Silvermann para histopatologia, ou através de punção com agulha fina para estudo citopatológico. O material aspirado por agulha fina também pode ser aproveitado para estudo do DNA com citometria de fluxo.
Um grupo determinado de casais inférteis não apresenta alterações na avaliação masculina nem na feminina, o que é considerado infertilidade sem causa aparente. Nesses casos, ou naqueles casais em que ocorre falha na fertilização in vitro, devem ser considerados os testes de função espermática.
Pode-se valer do teste de interação muco-espermatozóide (teste pós-coital), testes cruzados com muco de doadoras férteis ou também pode ser estudado o comportamento da cinética do espermatozóide em muco bovino.
A análise seminal computadorizada (“CASA - Computer Assisted Semen Analysis”) pode identificar a motilidade hiperativa dos espermatozóides, que é um indicativo
O teste hiposmótico (HOS) avalia a integridade da membrana espermática, mas sua relação com a fertilidade ainda não está bem determinada.
Outros testes incluem os que detectam a reação acrossômica, a creatinofosfocinase, o teste da hemizona, a penetração em oócito de “hamster” e o “stress test”.
A microscopia eletrônica do ejaculado está indicada em situações especiais como quando há imotilidade espermática total. A visualização da imagem do espermatozóide aumentada 40 mil vezes é capaz de detectar alterações dos braços de dineína, estrutura microtubular a qual se atribui a capacidade de movimento dos cílios.
Em indivíduos azoospérmicos, a ecografia transretal tem sido útil na identificação e mensuração das vesículas seminais; também faz o diagnóstico de agenesias, assimetria e obstrução parcial de ducto ejaculador.
O eco-doppler tem sido útil, em casos dúbios, no diagnóstico de varicocele, uma vez que mede o diâmetro das veias funiculares (normal < 3,0 ) e detecta presença de refluxo em Valsalva. Também demonstra utilidade em pacientes já submetidos à tratamento cirúrgico (varicocelectomia) e sem resposta clínica e/ou laboratorial.
Em pacientes submetidos à exploração escrotal ou inguinal para correção microcirúrgica de obstrução, a vasografia poderá ser realizada para excluir obstruções em outros sítios.
Tratamentos


Clínico
Está indicado nos casos de infecção genital, casos específicos de anticorpos antiespermatozóides e de oligospermia idiopática, oligospermia de causa hormonal, além do aconselhamento quando da necessidade de mudanças nos hábitos de vida.
Os casos de infecção genital geralmente são devidos à prostatite crônica e as drogas de escolha são as quinolonas ou tetraciclinas, que devem ser mantidas por aproximadamente 30 dias. A terapia hormonal com GnRH, FSH ou hMG e hCG está indicada em pacientes com hipogonadismo hipogonadotrófico. A bromocriptina (e os demais derivados do “ergot”) está indicada nos casos de hiperprolactinemia. A oligospermia idiopática é responsável por 20% - 25% dos casos de infertilidade masculina. Nestes casos pode ser tentado o uso de antiestrogênicos (citrato de clomifene, tamoxifeno), associados ou não à vitamina C. Os resultados com uso de antiestrogênicos são conflitantes nos relatos da literatura.
Para o tratamento da infertilidade masculina imunológica pode-se usar corticóide. Entretanto, os baixos índices de resultados positivos e os efeitos colaterais têm aumentado as indicações de fertilização assistida. Nos casos de presença de anticorpos, é importante afastar qualquer causa que possa ser a desencadeante do processo imunológico, tal como prostatite, cistos epididimários, obstrução etc.
Está reservado especialmente para duas situações: correção de varicocele e tratamento da infertilidade secundária à obstrução epididimária, de deferente ou de veru montanum.
Existe uma correlação linear inversa entre o tempo de obstrução e o resultado da reversão da vasectomia, havendo melhores índices de gravidez com menos de dez anos de vasectomia.


PEDIDOS & INFORMAÇÕES
Telefones do escritório:
+55 91 3771-4894 _Engrácia
+55 91 3618-2045 _Rita De Souza

Telefone Móvel: 
Claro: 021 91 8488-8730 Engracia

Vivo: 015 91 9303-4618 / Whatzaap de Engrácia Souza.

Operadora Oi :região norte e nordeste: 031 91 9639 - 9095
e da região Centro e Sul: 014 91 9639 -9095 Rita De Souza.

Tim: 041 91 8988-7076 e Whatzaap Rita De Souza.
Belém - PA 

ENDOMETRIOSE

O endométrio é uma mucosa que reveste a parede interna do útero, sensível às alterações do ciclo menstrual , e onde o óvulo depois de fertilizado se implanta. Se não houve fecundação, boa parte do
endométrio é eliminada durante a menstruação. O que sobra volta a crescer e o processo todo se repete a cada ciclo.
Endometriose é uma afecção inflamatória provocada por células do endométrio que, em vez de serem expelidas, migram no sentido oposto e caem nos ovários ou na cavidade abdominal, onde voltam a multiplicar-se e a sangrar.
Endometriose profunda é a forma mais grave da doença. As causas ainda não estão bem estabelecidas. Uma das hipóteses é que parte do sangue reflua através das trompas durante a menstruação e se deposite em outros órgãos. Outra hipótese é que a causa seja genética e esteja relacionada com possíveis deficiências do sistema imunológico.
Sintomas
A endometriose pode ser assintomática. Quando os sintomas aparecem, merecem destaque:
* Dismenorreia – cólica menstrual que, com a evolução da doença, aumenta de intensidade e pode incapacitar as mulheres de exercerem suas atividades habituais;
* Dispareunia – dor durante as relações sexuais;
* Dor e sangramento intestinais e urinários durante a menstruação;
* Infertilidade .
Diagnóstico
Diante da suspeita de endometriose, o exame ginecológico clínico é o primeiro passo para o diagnóstico, que pode ser confirmado pelos seguintes exames laboratoriais e de imagem: visualização das lesões por laparoscopia, ultra-som endovaginal, ressonância magnética e um exame de sangue chamado marcador tumoral CA-125, que se altera nos casos mais avançados da doença. O diagnóstico de certeza, porém, depende da realização da biopsia.
Tratamento
A endometriose é uma doença crônica que regride espontaneamente com a menopausa , em razão da queda na produção dos hormônios femininos.
Mulheres mais jovens podem valer-se de medicamentos que suspendem a menstruação: a pílula anticoncepcional tomada sem intervalos e os análogos do GnRH. O inconveniente é que estes últimos podem provocar efeitos colaterais adversos.
Lesões maiores de endometriose, em geral, devem ser retiradas cirurgicamente. Quando a mulher já teve os filhos que desejava, a remoção dos ovários e do útero pode ser uma alternativa de tratamento.
Recomendações
* Não imagine que a cólica menstrual é um sintoma natural na vida da mulher. Procure o ginecologista e descreva o que sente para ele orientar o tratamento;
* Faça os exames necessários para o diagnóstico da endometriose, uma doença crônica que acomete mulheres na fase reprodutiva e interfere na qualidade de vida ;
* Inicie o tratamento adequado ao seu caso tão logo tenha sido feito o diagnóstico da doença;
* Saiba que a endometriose está entre as causas possíveis da dificuldade para engravidar, mas a fertilidade pode ser restabelecida com tratamento adequado.
Procure orientação médica!

                                           
Este kit elimina em até 90% o aumento do endométrio e os sintomas da endometriose oferecendo a vcs 90% de chances de conquista seu positivo.
PEDIDOS & INFORMAÇÕES
Telefones do escritório:
+55 91 3771-4894 _Engrácia
+55 91 3618-2045 _Rita De Souza

Telefone Móvel: 
Claro: 021 91 8488-8730 Engracia

Vivo: 015 91 9303-4618 / Whatzaap de Engrácia Souza.

Operadora Oi :região norte e nordeste: 031 91 9639 - 9095
e da região Centro e Sul: 014 91 9639 -9095 Rita De Souza.

Tim: 041 91 8988-7076 e Whatzaap Rita De Souza.
Belém - PA 

Trompas Obstruídas

Diversos problemas podem ocasionar a obstrução das trompas uterinas, dentre eles: infecções, endometriose, mioma, cirurgias na região abdominal e até algumas patologias, como a tuberculose, e
doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), como gonorreia. Além disso, aderências na cavidade abdominal também podem afetá-las e provocar algum tipo de obstrução.
Vale destacar que, no processo de fecundação, as trompas de Falópio têm papel importante, pois por meio delas é possível o encontro entre espermatozoides e óvulo. Ou seja, se houver algum tipo de obstrução ou lesão, a fecundação acaba comprometida e, neste caso, não há a formação do embrião.
A partir de uma suspeita, exames específicos podem identificar se existe algum tipo de obstrução ou lesão. A origem do problema, sua gravidade e localização irão direcionar o tipo de tratamento indicado. Em alguns casos, uma microcirurgia pode corrigir e reajustar o seu funcionamento. Isso não impede que ocorra sequencialmente uma gestação ectópica, um tipo de gravidez anormal que ocorre fora do útero e, geralmente, se dá em uma das trompas, mas pode desenvolver-se também no ovário ou no colo do útero. Este tipo de gestação costuma ser interrompida entre seis e 12 semanas.
Também é importante lembrar que, a tentativa de corrigir a obstrução, não é uma garantia de sucesso para a fertilidade. Existem casos em que, após este tipo de procedimento, a paciente não consegue engravidar e acaba sendo encaminhada para a fertilização in vitro (FIV). Se as trompas também estiverem bastante alteradas (espessas e rígidas) e as pregas da mucosa não forem mais tão visíveis, a microcirurgia é descartada, e a FIV é a melhor solução.
Neste caso, a obstrução nas trompas torna-se irrelevante, afinal os óvulos são retirados do ovário e fertilizados (in vitro), ou seja, em laboratório. Assim que ocorre a fertilização, os embriões são
transferidos diretamente para o útero, onde irá ocorrer a gestação de forma natural.
Ainda existe uma possibilidade antes de partir para FIV nossos kits - Saúde das Trompas 90% eficaz na desobstrução.
PEDIDOS & INFORMAÇÕES
Telefones do escritório:
+55 91 3771-4894 _Engrácia
+55 91 3618-2045 _Rita De Souza

Telefone Móvel: 
Claro: 021 91 8488-8730 Engracia

Vivo: 015 91 9303-4618 / Whatzaap de Engrácia Souza.

Operadora Oi :região norte e nordeste: 031 91 9639 - 9095
e da região Centro e Sul: 014 91 9639 -9095 Rita De Souza.

Tim: 041 91 8988-7076 e Whatzaap Rita De Souza.
Belém - PA 

att:
Rita de Souza
& Engrácia Souza

Reflexão:
"Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão."

Abortos

Abortos de Repetição
O abortamento é um fato mais comum do que se imagina. Enquanto aproximadamente 15% de todas as
gestações clinicamente reconhecidas acabam em aborto, existem muitas gestações que se interrompem sem que haja tempo para fazer diagnóstico.
A perda de uma gestação usualmente é bastante traumática física e emocionalmente para o casal. Chamamos de abortamento de repetição três ou mais perdas gestacionais antes de 20 semanas detigado. Se a paciente não tiver filhos ainda, tiver idade acima de 35 anos ou tiver tido dificuldade para engravidar, a investigação deve ser iniciada já a partir da segunda perda.
Entre as principais causas de aborto de repetição estão:
- causas genéticas: o embrião ou um dos pais é portador de uma anormalidade cromossômica- problemas anatômicos: anomalias uterinas, como miomas, pólipos, aderências, útero bicorno ou septado- problemas endócrinos: doenças da tiróide, ovários policísticos, diabetes- fatores imunológicos: síndrome antifosfolipídica- fatores trombofílicos: desordens herdadas nos mecanismos de coagulação- fatores ambientais: cigarro e consumo de álcool parecem aumentar as taxas de abortamento
Após investigação, as causa identificadas deverão ser tratadas. Entretanto, a metade das pacientes com abortamento de repetição ficará sem diagnóstico. Para estas, consideradas pacientes com aborto de repetição de origem inexplicada, a receita é aconselhamento medico antena tal, início precoce de pré-natal e suporte emocional. Estas medidas têm mostrado taxas de sucesso de 86% em gestações subsequentes comparado com 33% em mulheres sem nenhum cuidado ante-natal.
Assim, embora o diagnóstico de abortamento de repetição seja extremamente frustrante e desgastante para o casal, é útil informar que existem boas chances de a próxima gestação ser exitosa. Com acompanhamento médico adequado, mesmo nos casos de quatro ou cinco perdas anteriores, a paciente tem mais chance de levar sua próxima gestação a termo do que sofrer uma nova perda.
gestação e este fato deve ser inves
Procure Orientação Médica
Nosso kit Saúde do Útero limpa seu útero e ovários das inflamações, infecções, corrimento,regulariza o ciclo menstrual e a ovulação e ainda fortalece o útero evitando assim novos abortos. este kit também dará a você 90% de chances de engravidar!
PEDIDOS & INFORMAÇÕES
Telefones do escritório:
+55 91 3771-4894 _Engrácia
+55 91 3618-2045 _Rita De Souza

Telefone Móvel: 
Claro: 021 91 8488-8730 Engracia

Vivo: 015 91 9303-4618 / Whatzaap de Engrácia Souza.

Operadora Oi :região norte e nordeste: 031 91 9639 - 9095
e da região Centro e Sul: 014 91 9639 -9095 Rita De Souza.

Tim: 041 91 8988-7076 e Whatzaap Rita De Souza.
Belém - PA 

att: Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão:
"Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão."