terça-feira, 19 de agosto de 2014

Saúde do Útero

Para mulheres com ciclos irregulares, anovulação, útero fraco, 
menopausa precoce, falência ovariana,útero sujo,dismenorreia,
hemorragia,inflamações e corrimentos.
                                         


att: Rita de Souza & Engrácia Souza Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão." CASCAS & RAÍZES DA AMAZÔNIA CNPJ:11.816.307/0001-81 www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia veja todos os nossos produtos e preços acessando o link: www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher Quaisquer dúvidas ou informações ligue: Fixo: Oi (91)3771-4894 ou 3618 - 2045 *Celulares:(91)8988 - 7076 Tim / 8488-8730 Claro / 9639 - 9095 Oi

Depoimento de Uma Tentante

Parabéns ao casal que DEUS os abençoe grandemente e a esta nova vida também. OBRIGADO
Depoimento de Uma Tentante
JESUS por mais esta VITÓRIA!

Date: Wed, 13 Aug 2014 15:43:15 -0300
Subject: Gravidez
From: lu.lopez@
To: rita-euqueroengravidar@hotmail.com

Oi Ritinha boa tarde!
Flor estou gravida meu milagre aconteceu,só que
Ta difícil de acreditar mesmo com o beta positivo em mãos. Nossinhora da emoção maravilhosa um pouco complicado de explicar e também de acreditar sabia?
Estou me sentindo a mulher maravilha kkkkk Super grávida. Sofri tanto com sop e hidrossalpinge que nem acredito,que dentro de mim já tenha uma vidinha,com sete semaninhas, já estou tao apaixonada que agora já não consigo imaginar a minha vida sem ela ou ele. Devo toda esta felicidade a vocês.
Sabe que nota eu dou pra vcs e seus remédios? MIL
Obrigado flor
Beijos

Luciana Lopez




att: Rita de Souza & Engrácia Souza Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão." CASCAS & RAÍZES DA AMAZÔNIA CNPJ:11.816.307/0001-81 www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia veja todos os nossos produtos e preços acessando o link: www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher Quaisquer dúvidas ou informações ligue: Fixo: Oi (91)3771-4894 ou 3618 - 2045 *Celulares:(91)8988 - 7076 Tim / 8488-8730 Claro / 9639 - 9095 Oi

Trompas Obstruídas

Este kit é excelente para desobstrução tubaria, hidrossalpinge,
trompas sem movimentos, inflamadas etc... 
Temos diversos depoimentos de sucesso através deste kit.



att: Rita de Souza & Engrácia Souza Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão."

                  CASCAS & RAÍZES DA AMAZÔNIA CNPJ:11.816.307/0001-81 www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia veja todos os nossos produtos e preços acessando o link: www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher Quaisquer dúvidas ou informações ligue: Fixo: Oi (91)3771-4894 ou 3618 - 2045 *Celulares:(91)8988 - 7076 Tim / 8488-8730 Claro / 9639 - 9095 Oi

ESPERMAS SEM MOTILIDADES OU BAIXA CONTAGEM?



Este kit limpa e desinflama a próstata e o saco escrotal que armazena os espermas eliminando também o excesso da acidez da urina que acaba matando os mesmos e deixando-os lento.O kit também tem a função de aumentar a quantidade de espermatozóides e de melhorar a qualidade deles deixando estes peixinhos com ótimos desempenhos e velocidade para fertilizar o óvulo. Um produto 100% NATURAL e 90% Eficaz!

Miomas

Sinais e Sintomas

Aproximadamente 70% a 80% das mulheres que tem miomas não possuem sintomas. Logo, os miomas não costumam causar sintomas.
O sintoma mais comum é o sangramento vaginal excessivo, principalmente durante a menstruação (hiper fluxo menstrual) e, em geral, com saída de coágulos, associados ou não às cólicas. Este sangramento pode ocorrer também fora da menstruação e por períodos prolongados (metrorragia), podendo levar a anemia.
Quando os miomas crescem muito podem levar a sensação de peso em baixo ventre, aumento da frequência urinária (devido a compressão da bexiga) e constipação intestinal (devido a compressão do intestino). Os miomas que crescem em demasia e extrapolam os limites da pelve causam aumento do volume abdominal.
Cólicas menstruais (dismenorréia), dor durante o ato sexual (dispa reunia) e dores pélvica e lombar podem ser causadas pelos miomas, no entanto, outras condições ginecológicas podem levar a esses sintomas também, como a endometriose e a adenomiose.
Em relação à fertilidade da mulher, os miomas podem causar não só dificuldade para engravidar como também na manutenção da gravidez. Os miomas submucosos, localizados na cavidade uterina, são os que causam maior prejuízo, pois podem dificultar o acesso dos espermatozóides ao óstio tubário e, consequentemente ao óvulo e podem dificultar a implantação do embrião na cavidade uterina, tanto por meios mecânicos quanto por meios químicos. Os miomas intra-murais e trans-murais podem causar infertilidade quando, por conta de sua localização e de seu volume elevado (em geral maior do que 6 cm de diâmetro), distorcem a cavidade uterina ou causam compressão sobre as trompas, agindo mecanicamente dificultando o encontro dos espermatozóides com o óvulo e a implantação do embrião.



att: Rita de Souza & Engrácia Souza
 https://www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão."

Corrimentos e inflamações


A secreção vaginal normal é composta de substâncias semelhantes às do soro sanguíneo. Feita de água, albumina (uma proteína abundante no corpo) e de células brancas do sangue, além de mucina, a secreção normal é translúcida e sem impurezas. Não é subproduto de excreção tóxica, como a urina


ou as fezes. As cores dos corrimentos que fogem desse padrão e indicam a presença de infecção variam entre o amarelado, esverdeado, marrom, roxo e até o preto tipo borra de café (ver tabela).


O termômetro da saúde vaginal é o índice de PH, ou potencial hidrigeniontico (ver PH Vaginal). O PH mede o grau de acidez ou alcalinidade de uma substância.A água, por exemplo, uma substância reconhecidamente neutra, tem índice 7 de PH. O PH da vagina saudável é mais ácido do que, por exemplo, o PH do café preto, que é 5. Ele varia de 3,8 a 4,5. Trata-se de um nível de acidez semelhante ao de um bom vinho tinto, observa a escritora Natalie Angier, ao comentar, entusiasmada: "Esta é a vagina que canta, é a vagina com buquê, com pernas."
CORRIMENTOS CRÔNICOS

De acordo com Iara Linhares, especialista em vaginose do serviço de ginecologia do Hospital das Clínicas de São Paulo e pesquisadora da Universidade de Cornell, em Nova York (EUA), os preservativos costumam estar na origem de grande parte dos casos de corrimentos crônicos. O látex das camisinhas pode provocar uma reação alérgica na vagina e desequilibrar o seu pH. O uso de produtos de higiene íntima (duchas vaginais) são outro agente irritante importante. As duchas vaginais destroem a flora benéfica de lactobacilos de Doderlein, que protegem a vagina de bactérias invasivas.

O uso de cremes vaginais sem acompanhamento médico é o outro fator potencial de corrimentos recorrentes. A maioria dos produtos usa o propileno glicol como "veículo" para incorporar o medicamento e muitas mulheres desenvolvem alergia a esta substância química. Se elas estão em tratamento médico, o ginecologista pode observar a reação, observa Iara Linhares. Existe até um medidor químico para isso, o teste Caugranulin B, que o médico deve usar para confirmar a alergia e corrigir o tratamento. "Mas é muito comum ver mulheres utilizando o mesmo creme que seu ginecologista receitou da última vez", diz a médica. "E aí se instala um círculo vicioso."
FATORES DE RISCO

A atividade sexual com múltiplos parceiros, sem o uso de preservativo, é fator de risco de infecção vaginal, especificamente de vaginose, a infecção que produz o odor que lembra o cheiro de peixe. O corrimento de odor fétido aparece em geral quando a mulher mantém relação sexual, lembra Linhares. Sabe-se que o PH demasiado alcalino do sêmen, equivalente a 8, eleva o PH vaginal por várias horas depois de uma relação sexual, dando chance à outras bactérias que compõem a flora da vagina de proliferar. Quando o sêmen é familiar, a flora vaginal acaba se adaptando `a tal alteração momentânea de PH. Mas uma mulher que não tem um parceiro fixo e não usa preservativo fica exposta a sêmen de tipos variados e corre mais risco de ter a vagina permanentemente alcalina. Pesquisadores investigam ainda as causas de infecções vaginais por problemas imunológicos como a deficiência autoimune, que sujeita a mulher a tornar-se hospedeira de agentes infecciosos, acrescenta Iara Linhares. "Estamos tentando saber, em última instância, como a genética interfere no sistema de defesa imunológico das mulheres".
INFECÇÕES VAGINAIS

São seis os tipos de infecções vaginais que produzem corrimento. A vaginose, a candidíase e a tricomoníase, cujo produto infeccioso é o corrimento visível, que a mulher percebe, e a clamídia, o mioplasma e a neisseria, ou gonorreia, que produz corrimento junto ao cérvix, a entrada do útero, não perceptível pela mulher. A redução do nível de lactobacilos na vagina e a consequente alteração do PH vaginal está na origem de todas elas. Entre os fatores que desequilibram o PH, além dos já mencionados, também são considerados o tratamento com antibióticos, que ao mesmo tempo que mata as bactérias invasoras pode diminuir a quantidade de lactobacilos na flora. Situações de estresse e de baixa da resistência do organismo, dependendo do impacto, causam o mesmo efeito e podem produzir infecções. "Algumas mulheres nascem com uma infeliz predisposição a ter desequilíbrios da flora vaginal, assim como certas mulheres são mais predispostas `a acne", lembra a norte-americana Natalie Angier, autora do livro Mulher, Uma Geografia Íntima (Editora Rocco).
COMO EVITAR

A visita regular ao ginecologista, uma vez por ano no mínimo, é a melhor forma de prevenção do corrimento. O médico tem condições de observar alterações no PH e meios de diagnosticar o agente infeccioso, muitas vezes no próprio consultório, esclarece a ginecologista Iara Linhares. Não faltam ferramentas para isso, como o teste que mede o PH, uma fitinha impregnada com reagentes químicos, ou o teste de Whiff para vaginose, que mistura uma gota de amostra do corrimento em uma solução de hidróxido de potássio, um meio alcalino e detecta o cheio característico da infecção. O exame da secreção em laboratório e a consulta propriamente, que levanta a história da paciente, são outros recursos que os médicos utilizam para definir o melhor tratamento de uma infecção instalada.
Manter uma alimentação saudável e cultivar bons hábitos de vida como a prática de exercícios físicos e até de algum tipo de meditação ou relaxamento também é recomendado para impedir que o corrimento volte. Evitar alimentos apimentados ou muito condimentados, álcool e cigarro em excesso e produtos enlatados ou industrializados, que contém conservantes químicos faz parte do tratamento. Além de observar a reação alérgica a determinas alimentos como o leite e seus derivados. "Tenho visto com frequência mulheres com corrimento provocado por alergia `a proteína do leite”, diz Iara Linhares.
PREVENÇÃO ANTES DE ENGRAVIDAR

Toda mulher que planeja engravidar deve fazer exames para rastreamento de infecções vaginais e tratá-las. Elas representam risco de aborto, de parto prematuro ou mesmo de desenvolvimento de uma infecção séria após o parto e, em estágio avançado, podem levar a esterilidade. A infecção vaginal também tem grande potencial de acarretar problemas de formação no feto.

A ginecologista Iara Linhares adverte para as consequências graves da vaginose, uma das infecções mais comuns. A vaginose bacteriana se caracteriza pela proliferação na flora vaginal de bactérias anaeróbicas - que se desenvolvem na ausência do oxigênio. São verdadeiros micróbios que produzem compostos químicos pútridos como a trimetilamina - responsável pelo odor de peixe estragado. Em estado avançado, a infecção chega a destruir completamente a população de lactobacilos da vagina. E sem tratamento pode se transformar em outras doenças como endometrite (infecção do endométrio), doença inflamatória pélvica, salpingite (infecção das trompas), além de aumentar a predisposição para o desenvolvimento de câncer genital e dar origem à dor pélvica crônica, outras das principais queixas das mulheres que frequentam os consultórios dos ginecologistas.

att:
Rita de Souza
& Engrácia Souza
Reflexão:
"Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão."

sábado, 9 de agosto de 2014

Infertilidade


infertilidade acomete cerca de 20% dos casais em idade fértil. O estudo de polimorfismos de genes que regulam a função reprodutiva feminina pode ajudar a esclarecer os mecanismos responsáveis pela
função 
gonadal e fertilidade em humanos. Em reproduçãohumana assistida, a resposta a hiperestimulação ovariana controlada é variável e é difícil de ser prevista. Em mulheres jovens ovulatórias submetidas à fertilização in vitro (FIV), o protocolo de estimulação padrão pode resultar tanto em resposta satisfatória, quanto em resposta inadequada que exige o ajuste da dose de FSH ou na síndrome de hiperestimulação ovariana, uma complicação grave e potencialmente fatal da FIV. A identificação de pacientes com potencial para desenvolver hiper-resposta ou resposta inadequada ao tratamento padrão seria de grande auxílio clínico. Vários parâmetros têm sido postulados como preditores da resposta ovariana. O nível de FSH basal no terceiro dia do ciclo parece ter a melhor capacidade preditiva, mas uma significativa variabilidade intraindividual de ciclo para ciclo tem sido observada. O hormônio anti-müleriano (AMH) também está envolvido na regulação do crescimento folicular. Estudos em camundongos knockout para o gene AMH demonstraram que, na ausência do hormônio, os folículos são recrutados em um ritmo mais rápido e são mais sensíveis ao FSH, sugerindo que esse hormônio pode inibir início do crescimento do folículo primordial e o crescimento induzido pelo FSH. Além disso, estudos em mulheres normo-ovulatórias demonstraram associação de polimorfismos do gene AMH e de seu receptor AMHR2 com os níveis de estradiol durante a fase folicular precoce do ciclo menstrual sugerindo papel na regulação da sensibilidade ao FSH. Outros autores também demonstraram que o nível basal de AMH está correlacionado com a dose total de gonadotrofinas utilizadas, nível de estradiol, o número de folículos maduros no dia do hCG, o número de oócitos recuperados e taxa de gravidez em mulheres submetidas à FIV. Foi sugerido também que o nível sérico do AMH poderia prever a resposta ovariana inadequada (poor responder) e a síndrome de hiperestimulação ovariana. Além disso, diferentemente do FSH, apesar de durante o ciclo menstrual o AMH apresentar leves flutuações sanguíneas, isso não interfere na interpretação da reserva. Dessa forma, o AMH tem sido considerado atualmente como um promissor biomarcador do status ovariano, além de predizer resultados da FIV; no entanto, variações genéticas no gene que codifica seu receptor podem influenciar a função hormonal. Uma vez que o mesmo polimorfismo pode ter diferentes padrões de associação em diferentes populações, é de grande interesse caracterizar a real relação entre os polimorfismos do gene AMHR2, os níveis séricos de AMH e estradiol e resultados da estimulação ovariana controlada. (AU)


att: Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão." 

                        CASCAS & RAÍZES DA AMAZÔNIA CNPJ:11.816.307/0001-81 www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia veja todos os nossos produtos e preços acessando o link: www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher Quaisquer dúvidas ou informações ligue: Fixo: Oi (91)3771-4894 ou 3618 - 2045 *Celulares:(91)8988 - 7076 Tim / 8488-8730 Claro / 9639 - 9095 Oi

A Libido??

Libido (do latim, significando "desejo" ou "anseio") é caracterizada como a energia aproveitável para os instintos
de vida. 

De acordo com Freud, o ser humano apresenta umafonte de energia separada para cada um dos instintos gerais.
"Sua produção, aumento ou diminuição, distribuição e deslocamento devem propiciar-nos possibilidades de explicar os fenômenos psicossexuais observados" (1905a, livro 2, p. 113 na ed. bras.)
A libido apresenta uma característica importante que é a sua mobilidade, ou a facilidade de alternar entre uma área de atenção para outra.
No campo do desejo sexual está vinculada a aspectos emocionais e psicológicos.
Santo Agostinho foi o primeiro a distinguir três tipos de desejos: a libido sciendi, desejo de conhecimento, a libido sentiendi, desejo sensual em sentido mais amplo, e a libido dominendi, desejo de dominar.

A libido é o impulso vital para a auto-preservação da espécie humana, e compreende a libido como a energia sexual no sentido estrito, como o fenômeno do "impulso" do desejo e do prazer.

A libido não está relacionada somente com a sexualidade, mas também está presente em outras áreas da vida, como nas atividades culturais, caracterizadas pela sublimação da energia libidinosa.
Segundo a teoria da libido, na infância a libido se desenvolve por fases e por várias etapas características do desenvolvimento:
oral, anal, fálica, edipiana e, finalmente, uma fase genital.Distúrbio do desenvolvimento da libido pode levar a transtornos mentais!

Disfunção libidinal

falta de libido é referida como frigidez.

Muitas doenças, incluindo doenças mentais e doenças psicossomáticas, estão relacionadas com falta de libido ou a perda de libido, por exemplo:

Depressão
anorexia
Cirrose
Hemocromatose
Hipogonadismo, eunuco e ism
Falta de Testosterona no homem, e a Efeminização.

Já algumas doenças resultam em um aumento excessivo da libido, por exemplo:

Obsessão
hipertireoidismo leve
Sífilis
Alguns medicamentos, e muitas drogas provocam alterações na libido. Um aumento patológico da libido é também conhecido como vício do sexo ou ninfomania / Satiríase.


att: Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão." 

                      CASCAS & RAÍZES DA AMAZÔNIA CNPJ:11.816.307/0001-81 www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia veja todos os nossos produtos e preços acessando o link: www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher Quaisquer dúvidas ou informações ligue: Fixo: Oi (91)3771-4894 ou 3618 - 2045 *Celulares:(91)8988 - 7076 Tim / 8488-8730 Claro / 9639 - 9095 Oi

Varicocele

Sinônimos: 
Varizes do testículo, varizes do escroto
varicocele é uma dilatação das veias do cordão que sustenta os testículos de um homem.

Causas
A varicocele se forma quando as válvulas de dentro das veias do cordão espermático impedem que o sangue flua adequadamente. Isso faz com que o sangue retroceda, causando inchaço e alargamento das veias. (É essencialmente o mesmo processo que forma veias varicosas, ou varizes, que são comuns nas pernas.)

As varicoceles normalmente se desenvolvem lentamente. Elas são mais comuns em homens entre 15 e 25 anos e do lado esquerdo do escroto. Muitas vezes, as varicoceles causam infertilidadeem homens.

A aparição súbita de uma varicocele em homens mais velhos pode ser causada por um tumor renal, que pode bloquear o fluxo sanguíneo para uma veia. Isso é mais comum do lado esquerdo que do lado direito.

Exames
O médico examinará a área da virilha, inclusive o escroto e os testículos. O médico pode sentir uma massa firme e torcida no cordão espermático (parece como um saco de minhocas).

No entanto, pode ser que a massa não possa ser sentida nem vista, especialmente se o paciente estiver deitado.

O testículo do lado da varicocele pode ser menor do que o outro.
Sintomas de Varicocele
Veias dilatadas e torcidas no escroto
Infertilidade
Nódulo indolor no testículo, inchaço ou protuberância no escroto
Pode não haver sintomas para a varicocele.




Garrafadas de Ervas Medicinais

att: Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão." 

                        CASCAS & RAÍZES DA AMAZÔNIA CNPJ:11.816.307/0001-81 www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia veja todos os nossos produtos e preços acessando o link: www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher Quaisquer dúvidas ou informações ligue: Fixo: Oi (91)3771-4894 ou 3618 - 2045 *Celulares:(91)8988 - 7076 Tim / 8488-8730 Claro / 9639 - 9095 Oi

Endometriose

Sintomas
Os sintomas mais comuns da endometriose enigmática são cólica, menstruação
irregular e infertilidade. O tratamento da endometriose profunda é sempre cirúrgico, feito por videolaparoscopia, é algo extremamente complexo e exige médicos qualificados e experientes neste tipo de intervenção. Diversas teorias relacionam o efeito positivo da alimentação sobre a progressão e a agressividade da endometriose. Essa relação ocorre porque a endometriose é uma doença estrogênio-dependente, o que significa que os níveis deste hormônio no organismo podem interferir na progressão da doença.

Estudos diversos relacionam a melhora das dores com algumas intervenções nutricionais pontuais, como aumento do consumo de fibras, substituição de gorduras de animais por óleos de boa qualidade e consumo adequado de vitaminas antioxidantes como A, C, E e complexo B. São boas fontes de vitamina A: Damasco  pêssegos, melão cantalupo e vegetais verde-escuros e amarelo-escuros. Das vitaminas A e C: abóbora, tomate, manga, mamão papaia e couve. Da vitamina E: frutas cítricas, morangos, pimentas, repolho, batata-doce e brócolis. Já as vitaminas do complexo B são encontradas em ovos e laticínios (prefira orgânicos), leguminosas e alimentos integrais.

Há também aqueles alimentos que podem agravar a dor como os industrializados, produzidos com excesso de gordura hidrogenada, farinha e açúcar refinados. Alimentos de origem animal são a maior fonte de substâncias hormonalmente ativas, pois o tecido gorduroso e produtos à base de gordura animal são grandes retentores de xenoestrogênios, bem como antibióticos, drogas veterinárias e hormônios para estímulo do crescimento. O ideal é evitar embutidos, carnes vermelhas, leite e derivados não-orgânicos, além de gorduras saturadas.
Muito se tem insistido na importância de uma alimentação correta para praticamente tudo na vida. Com a fertilidade não é diferente. Mesmo pessoas que tenham alguma doença também podem contribuir para a diminuição dos sintomas seguindo uma dieta saudável. É o caso de um dos males que mais afeta a fertilidade feminina: a endometriose. Essa doença enigmática vem crescendo pelo mundo todo. Estima-se que de 10% a 14% das mulheres em sua fase reprodutiva (19 a 44 anos) e de 25% a 50% das inférteis sejam acometidas por este mal. Muitas mulheres chegam a sentir tanta dor que se vêem impossibilitadas de viver uma vida normal e chegam até mesmo a faltar ao trabalho.

Considerada um símbolo sexual até hoje, a atriz norte-americana Marilyn Monroe muitas vezes faltava ou chegava atrasada a filmagens e compromissos por conta deste problema. Graças a doença, Marilyn sofreu vários abortos e nunca conseguiu realizar seu sonho de ser mãe.


att: Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão." 

                       CASCAS & RAÍZES DA AMAZÔNIA CNPJ:11.816.307/0001-81 www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia veja todos os nossos produtos e preços acessando o link: www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher Quaisquer dúvidas ou informações ligue: Fixo: Oi (91)3771-4894 ou 3618 - 2045 *Celulares:(91)8988 - 7076 Tim / 8488-8730 Claro / 9639 - 9095 Oi

Trompas Obstruídas

Diversos problemas podem ocasionar a obstrução das trompas uterinas, dentre eles: infecções, 
endometriose, mioma, cirurgias na região abdominal e até algumas patologias, como a tuberculose, e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), como gonorreia. Além disso, aderências na cavidade abdominal também podem afetá-las e provocar algum tipo de obstrução.

Vale destacar que, no processo de fecundação, as trompas de Falópio têm papel importante, pois por meio delas é possível o encontro entre espermatozoides e óvulo. Ou seja, se houver algum tipo de obstrução ou lesão, a fecundação acaba comprometida e, neste caso, não há a    formação do embrião.

A partir de uma suspeita, exames específicos podem identificar se existe algum tipo de obstrução ou lesão. A origem do problema, sua gravidade e localização irão direcionar o tipo de tratamento indicado. Em alguns casos, uma microcirurgia pode corrigir e reajustar o seu funcionamento. Isso não impede que ocorra sequencialmente uma gestação ectópica, um tipo de gravidez anormal que ocorre fora do útero e, geralmente, se dá em uma das trompas, mas pode desenvolver-se também no ovário ou no colo do útero. Este tipo de gestação costuma ser interrompida entre seis e 12 semanas.

Também é importante lembrar que, a tentativa de corrigir a obstrução, não é uma garantia de sucesso para a fertilidade. Existem casos em que, após este tipo de procedimento, a paciente não consegue engravidar e acaba sendo encaminhada para a fertilização in vitro (FIV). Se as trompas também estiverem bastante alteradas (espessas e rígidas) e as pregas da mucosa não forem mais tão visíveis, a microcirurgia é descartada, e a FIV é a melhor solução.

Neste caso, a obstrução nas trompas torna-se irrelevante, afinal os óvulos são retirados do ovário e fertilizados (in vitro), ou seja, em laboratório. Assim que ocorre a fertilização, os embriões são
transferidos diretamente para o útero, onde irá ocorrer a gestação de forma natural.

Ainda existe uma possibilidade antes de partir para FIV nossos kits - Saúde das Trompas 90% eficaz na desobstrução.


att: Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão." 

                     CASCAS & RAÍZES DA AMAZÔNIA CNPJ:11.816.307/0001-81 www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia veja todos os nossos produtos e preços acessando o link: www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher Quaisquer dúvidas ou informações ligue: Fixo: Oi (91)3771-4894 ou 3618 - 2045 *Celulares:(91)8988 - 7076 Tim / 8488-8730 Claro / 9639 - 9095 Oi / 9303-4618 Vivo

Hidrossalpinge

A hidrossalpinge nada mais é do que um acúmulo de líquidos nas trompas ou em apenas uma delas. Normalmente esse liquido está ali presente por uma infecção que aconteceu na região, por fatores bacterianos ou uma doença sexualmente
transmissível como clamídia ou sífilis por exemplo que podem ter sido responsáveis por essa inflamação.
Os problemas que a hidrossalpinge traz são alguns e todos eles podem impedir que a gravidez ocorra. A trompa fica dilatada e essa dilatação pode interferir no processo de fecundação do espermatozoide com óvulo, já que é na trompa que a fertilização acontece. A hidrossalpinge também pode ocasionar uma obstrução da tuba, fazendo com que o óvulo não possa descer e nem o espermatozoide possa subir. É a tal trompa obstruída, mas nem todos os casos de trompas obstruídas são por conta de hidrossalpinge, alias a obstrução da trompa pode ser resolvida com um pequeno procedimento, mas isso é assunto para outro post.
O liquido presente na trompa por conta da hidrossalpinge também pode ser um fator que possa atrapalharna hora da implantação do embrião caso a fecundação tenha ocorrido na trompa saudável. Há estudos que revelaram que esse liquido cai no fundo do útero, ou mesmo no fundo de saco de Douglas e faz com que a nidação seja dificultada. Caso a implantação ocorra, outro fator pode atrapalhar uma gravidez saudável, o liquido poderia ser tóxico para o feto causando um aborto. A relação da trompa dilatada com a quantidade de liquido secretado estão diretamente ligados a aderência, quanto mais inchada, mais liquido ela secreta e mais grave pode se tornar. 
Caso a hidrossalpinge seja secretora, o procedimento que faça com que o liquido pare de cair na cavidade uterina cesse as chances de uma gravidez natural se torna muito maior, sem necessidade efetivamente de uma FIV, tudo isso vai depender realmente do grau de gravidade do problema.
Os sintomas podem ser dores abdominais, inchaço e corrimento vaginal de aspecto e cores diferenciadas das habituais para um muco cervical saudável, mas pode sim acontecer de ser assintomática e assim a mulher pode chegar ao diagnóstico apenas quando passa a investigar o motivo da infertilidade. O diagnóstico vem através de exames de imagem como a histerossalpingografia e também tomografias uterinas e se for o caso uma videolaparoscopia diagnóstica pode acontecer.
Normalmente o tratamento para esse tipo de problema é a tentativa de desobstrução das trompas, caso esse procedimentos não dê resultado ai a retirada da trompa afetada ou parte dela e via cirurgia, caso as duas trompas sejam afetadas então a retirada seria das duas trompas ou parcialmente, vai depender muito do grau e do nível da doença. A avaliação de um bom especialista é fundamental para uma boa recuperação e total eliminação do problema, um procedimento bem feito para quem tem o problema em apenas uma das trompas pode levar a uma futura gravidez natural. Caso as duas trompas forem retiradas a gravidez apenas acontecerá por meio de fertilização in vitro.
Claro que antes de qualquer alarde, a mulher portadora da hidrossalpinge deve conversar com o seu médico e ver as verdadeiras condições de saúde das trompas. Se houver necessidade a retirada acontecerá, porém na grande maioria dos casos a eliminação do problema pode ser total e a gravidez decorrerá sem maiores problemas. Lembre-se de que investigar é muito importante e se o prazo de 1 ano para engravidar esteja esgotado, o casal deve ir ao médico para exames.



att: Rita de Souza & Engrácia Souza
 Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão."                      
                       CASCAS & RAÍZES DA AMAZÔNIA CNPJ:11.816.307/0001-81 www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia veja todos os nossos produtos e preços acessando o link: www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher Quaisquer dúvidas ou informações ligue: Fixo: Oi (91)3771-4894 ou 3618 - 2045 *Celulares:(91)8988 - 7076 Tim / 8488-8730 Claro / 9639 - 9095 Oi /  9303-4618 Vivo

Ovulação

Reconheça os sinais que o corpo apresenta durante a ovulação

Você sabia que o corpo feminino apresenta alguns sinais quando está no período de ovulação? 
Antes, durante e depois de ovular a mulher pode perceber algumas diferenças em seu organismo e,
com a ajuda dessas pistas biológicas, saber qual é o momento mais propício para engravidar.

"Os primeiros sinais aparecem quando os folículos uma espécie de cápsula que abriga os óvulos até que eles estejam amadurecidos começam a se formar. A partir daí, a mulher já passa por algumas mudanças", explica Edward Carrilho, especialista em reprodução humana da clínica Engravida, de São Paulo. Isso é um indicativo de que o período fértil da mulher está prestes a se iniciar.

Confira, a seguir, a lista com as pistas que indicam que você está no período fértil.

Secreção vaginal
A secreção vaginal é o primeiro indício de que o período da ovulação está chegando. Essa pista aparece quando os folículos começam a se formar. Nessa fase, a cápsula libera um hormônio chamado estradiol, que é o responsável pela secreção.

"Essa secreção é um mecanismo de lubrificação que auxilia a entrada nos espermatozoides no canal vaginal", esclarece o médico. "Portanto, quando começa a preparação para o período fértil, a mulher vai perceber esse líquido na vagina, que pode se assemelhar com a clara de ovo crua", conta.

Temperatura
Durante o período fértil, a temperatura do corpo da mulher também sofre uma leve alteração. Se for medida da maneira correta, essa elevação de temperatura pode ser percebida e tida como mais um indício de ovulação.

Para descobrir o momento da ovulação, a mulher, assim que entra no período fértil, precisa medir diariamente sua temperatura. A medição tem que ser feita logo que ela acordar (o que é chamado de temperatura basal). O ideal é que ela nem se levante da cama.

As mudanças na temperatura são mínimas, mas perceptíveis se feitas da maneira correta. "Quando a temperatura tiver uma leve queda e, no dia seguinte, se elevar é um sinal do momento da ovulação. Depois do quarto dia de medições mais altas, o período fértil termina", diz.

A temperatura se eleva porque, quando os folículos liberam os óvulos, junto deles vem um hormônio chamado progesterona. Esse hormônio é o responsável por essa pequena alteração.

Aumento da libido e do apetite
A progesterona é um hormônio que só é produzido durante a ovulação. E, além de elevar a temperatura do corpo, ela aumenta o desejo sexual da mulher.

Quando isso acontece, o organismo já está ovulando, pois a progesterona só é liberada quando os óvulos amadureceram e já saíram da sua "casa" - os folículos. Além de mais desejo sexual, a mulher também sente mais fome quando o nível de progesterona está mais alto.

Dor pélvica
No pico de todos esses "sintomas", algumas mulheres podem ter uma dor pélvica. Segundo o médico, essa dor é a indicação concreta de que ela está ovulando.os óvulos não sobrevivem muito tempo, em média de 12 a 48 horas. "O espermatozoide sobrevive por mais tempo. Portanto, se a mulher mantiver relações sexuais, sem métodos contraceptivos, logo nos primeiro sinais, ela pode engravidar. Porque o espermatozoide ainda pode estar vivo no momento da ovulação"

Foto: Reconheça os sinais que o corpo apresenta durante a ovulação

Você sabia que o corpo feminino apresenta alguns sinais quando está no período de ovulação? Antes, durante e depois de ovular a mulher pode perceber algumas diferenças em seu organismo e, com a ajuda dessas pistas biológicas, saber qual é o momento mais propício para engravidar.

"Os primeiros sinais aparecem quando os folículos uma espécie de cápsula que abriga os óvulos até que eles estejam amadurecidos começam a se formar. A partir daí, a mulher já passa por algumas mudanças", explica Edward Carrilho, especialista em reprodução humana da clínica Engravida, de São Paulo. Isso é um indicativo de que o período fértil da mulher está prestes a se iniciar.

Confira, a seguir, a lista com as pistas que indicam que você está no período fértil.

Secreção vaginal 
A secreção vaginal é o primeiro indício de que o período da ovulação está chegando. Essa pista aparece quando os folículos começam a se formar. Nessa fase, a cápsula libera um hormônio chamado estradiol, que é o responsável pela secreção.

"Essa secreção é um mecanismo de lubrificação que auxilia a entrada nos espermatozoides no canal vaginal", esclarece o médico. "Portanto, quando começa a preparação para o período fértil, a mulher vai perceber esse líquido na vagina, que pode se assemelhar com a clara de ovo crua", conta.

Temperatura 
Durante o período fértil, a temperatura do corpo da mulher também sofre uma leve alteração. Se for medida da maneira correta, essa elevação de temperatura pode ser percebida e tida como mais um indício de ovulação.

Para descobrir o momento da ovulação, a mulher, assim que entra no período fértil, precisa medir diariamente sua temperatura. A medição tem que ser feita logo que ela acordar (o que é chamado de temperatura basal). O ideal é que ela nem se levante da cama.

As mudanças na temperatura são mínimas, mas perceptíveis se feitas da maneira correta. "Quando a temperatura tiver uma leve queda e, no dia seguinte, se elevar é um sinal do momento da ovulação. Depois do quarto dia de medições mais altas, o período fértil termina", diz.

A temperatura se eleva porque, quando os folículos liberam os óvulos, junto deles vem um hormônio chamado progesterona. Esse hormônio é o responsável por essa pequena alteração.

Aumento da libido e do apetite 
A progesterona é um hormônio que só é produzido durante a ovulação. E, além de elevar a temperatura do corpo, ela aumenta o desejo sexual da mulher.

Quando isso acontece, o organismo já está ovulando, pois a progesterona só é liberada quando os óvulos amadureceram e já saíram da sua "casa" - os folículos. Além de mais desejo sexual, a mulher também sente mais fome quando o nível de progesterona está mais alto.

Dor pélvica 
No pico de todos esses "sintomas", algumas mulheres podem ter uma dor pélvica. Segundo o médico, essa dor é a indicação concreta de que ela está ovulando.os óvulos não sobrevivem muito tempo, em média de 12 a 48 horas. "O espermatozoide sobrevive por mais tempo. Portanto, se a mulher mantiver relações sexuais, sem métodos contraceptivos, logo nos primeiro sinais, ela pode engravidar. Porque o espermatozoide ainda pode estar vivo no momento da ovulação"


att: Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão."                        
                        CASCAS & RAÍZES DA AMAZÔNIA CNPJ:11.816.307/0001-81 www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia veja todos os nossos produtos e preços acessando o link: www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher Quaisquer dúvidas ou informações ligue: Fixo: Oi (91)3771-4894 ou 3618 - 2045 *Celulares:(91)8988 - 7076 Tim / 8488-8730 Claro / 9639 - 9095 Oi / 9303-4618 Vivo

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Como Engravidar


att: Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão."

Trompas Obstruídas



att: Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão."

Ovários Policisticos



att: Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão."

Endometriose



att: Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão."

Sonho Engravidar



att:
Rita de Souza & Engrácia Souza
Reflexão: "Não procure ser o melhor, mas sim o mais simples. Porque até a maior árvore começa do chão." 

                                         CASCAS & RAÍZES DA AMAZÔNIA
                                                     CNPJ:11.816.307/0001-81                                               www.facebook.com/CascasERaizesDaAmazonia

Veja todos os nossos produtos e preços acessando o link:                                                           www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher
Quaisquer dúvidas ou informações ligue:
Fixo: Oi (91)3771-4894 ou 3618 - 2045
*Celulares:(91)8988 - 7076 Tim / 8488-8730 Claro / 9639 - 9095 Oi/

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Tentando engravidar Depoimento

304 pessoas alcançadas
Outro positivo meninas acabou de chegar, eba Julho abençoado

Date: Wed, 9 Jul 2014 15:50:49 +0000
From: samanthapiresgomide@
To: rita-euqueroengravidar@hotmail.com
Subject: gravidez

Rita consegui meu milagrinhooooooo estou completamente gravida e apaixonada pela novidade, deixa eu me acalmar por aqui amanhã te ligo pra agradecer, vocês são D+ estou tonta de tana emoçãoooo meu peito vai explodiiiir armaria meninas desejei tanto obrigado,não imaginei que fosse ser tão rapido assim não, depois do maridão vocês são as primeiras a saberem.

bjos amo vcs

Enviado do meu Telefone Nokia
 
 
Att:
Rita De Souza
Meninas de cada 100 clientes 90 delas estão engravidando com as nossas garrafadas de Ervas Medicinais da Amazônia.
 
 

Depoimento de uma tentante

Meninas vejam que triste este testemunho, nossa estou chocada!

Sei que não é só ela que faz este tipo de coisa, muitas e muitas correm este risco.Agora sobre negarem seus positivos já estou acostumada e o pior é que na maioria das vezes eu fico sabendo que estão gravidas porque elas me indicam para as amigas e muitas acabam falando.

Sinto muito Rafaela imagino o tamanho da sua dor...que DEUS te abençoe

From: rafaelaalcantaraliz@
To: rita-euqueroengravidar@hotmail.com
Subject: Perdão
Date: Tue, 8 Jul 2014 07:15:26 +0000

Boa noite,Rita
É com muita alegria e tristeza que hoje escrevo pra você para te pedir desculpas.
Ôoo Ritinha quanta dor na minha alma,estou aqui com a cara no chão de tanta vergonha de vocês ,eu sumi neguei meu positivo a vocês porque não dei nem satisfação nenhuma,espero que não me julguem e por favor me perdoem, eu aprendi a lição da pior forma. Já pedi perdão a Deus pelo meu erro, como eu te falei eu vinha tentando engravidar a 12 anos e através de muitas orações,lágrimas e suplicas encontrei seu site como resposta,fiquei maravilhada e muito grata a Deus pela luz no fim do túnel.Engravidei Ritinha e já estava com 26 semaninhas de uma felicidade que nunca senti em toda a minha vida;mais infelizmente perdi minha princesinha virou estrelinha.Na hora me lembrei de você me alertando que ovários policisticos e os miomas causam aborto porque rejeitam o feto. Eu estava cega,obcecada para engravidar, minha vida esta se tornando um inferno meu marido e eu estávamos brigando muito porque o bebê não vinha eu não queria saber do meu problema eu só queria um filho! Questionei a Deus muitas vezes me zanguei com Ele virei as costas disse coisas desagradáveis que hoje me envergonho de mim mesma, como pude fazer isto? Deus me mostrou o caminho através de pessoas capazes de compreender o meu problema e de me orientar corretamente e de me alertar dos riscos e sabe o que eu pensei Ritinha? _Isso é conversa fiada só pra me fazer comprar demais;eu não preciso de tudo isso não porque o meu médico disse que miomas não me impedem de engravidar e os policisticos tbm não são bem pouquinhos! E fiz tudo do meu jeito e você Rita ainda tentou argumentar e eu te cortei dizendo que não tinha condições de comprar todos aqueles produtos necessários para curar o meu útero e ovários para só depois engravidar. Passei dias ensaiando este e-mail como chegar a você para pedir que me perdoe e que por favor me ajude outra vez,não vou suportar receber um não de vocês.Rita meu bebê seria uma menina estava perfeitinha como era linda, estamos arrasados por perdê-la e felizes por saber que deu certo e que poderemos ter outra chance; se você nos perdoar é claro.Fui egoísta eu confesso;sabe Rita eu poderia muito bem continuar calada e você jamais saberia de tudo isto mais estou aqui confessando o meu erro e te pedindo perdão. Eu aguardo ansiosa a sua resposta e se não quiser me ajudar eu vou entender só não sei se vou suportar!

Um abraço
Rafaela
Foto: Meninas vejam que triste este testemunho, nossa estou chocada!
Sei que não é só ela que faz este tipo de coisa, muitas e muitas correm este risco.Agora sobre negarem seus positivos já estou acostumada e o pior é que na maioria das vezes eu fico sabendo que estão gravidas porque elas me indicam para as amigas e muitas acabam falando.
 
Sinto muito Rafaela imagino o tamanho da sua dor...que DEUS te abençoe

From: rafaelaalcantaraliz@
To: rita-euqueroengravidar@hotmail.com
Subject: Perdão
Date: Tue, 8 Jul 2014 07:15:26 +0000

Boa noite,Rita
É com muita alegria e tristeza que hoje escrevo pra você para te pedir desculpas.
Ôoo Ritinha quanta dor na minha alma,estou aqui com a cara no chão de tanta vergonha de vocês ,eu sumi neguei meu positivo a vocês porque não dei nem satisfação nenhuma,espero que não me julguem e por favor me perdoem, eu aprendi a lição da pior forma. Já pedi perdão a Deus pelo meu erro, como eu te falei eu vinha tentando engravidar a 12 anos e através de muitas orações,lágrimas e suplicas encontrei seu site como resposta,fiquei maravilhada e muito grata a Deus pela luz no fim do túnel.Engravidei Ritinha e já estava com 26 semaninhas de uma felicidade que nunca senti em toda a minha vida;mais infelizmente perdi minha princesinha virou estrelinha.Na hora me lembrei de você me alertando que ovários policisticos  e os miomas causam aborto porque rejeitam o feto. Eu estava cega,obcecada para engravidar, minha vida esta se tornando um inferno meu marido e eu estávamos brigando muito porque o bebê não vinha eu não queria saber do meu problema eu só queria um filho! Questionei a Deus muitas vezes me zanguei com Ele virei as costas disse coisas desagradáveis que hoje me envergonho de mim mesma, como pude fazer isto? Deus me mostrou o caminho através de pessoas capazes de compreender o meu problema e de me orientar corretamente e de me alertar dos riscos  e sabe o que eu pensei Ritinha? _Isso é conversa fiada só pra me fazer comprar demais;eu não preciso de tudo isso não porque o meu médico disse que miomas não me impedem de engravidar e os policisticos tbm não são bem pouquinhos!  E fiz tudo do meu jeito e você Rita ainda tentou argumentar e eu te cortei dizendo que não tinha condições de comprar todos aqueles produtos necessários para curar o meu útero e ovários para só depois engravidar. Passei dias ensaiando este e-mail como chegar a você para pedir que me perdoe e que por favor me ajude outra vez,não vou suportar receber um não de vocês.Rita meu bebê seria uma menina estava perfeitinha como era linda, estamos arrasados por perdê-la  e felizes por saber que deu certo e que poderemos ter outra chance; se você nos perdoar é claro.Fui egoísta eu confesso;sabe Rita eu poderia muito bem continuar calada e você jamais saberia de tudo isto mais estou aqui confessando o meu erro e te pedindo perdão. Eu aguardo ansiosa a sua resposta e se não quiser me ajudar eu vou entender só não sei se vou suportar!

Um abraço
Rafaela

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Engravidar


Fertilidade Masculina e Feminina

Rita De Souza & Engracia Souza
Há 31 anos trabalhando com as melhores Ervas Medicinais da Amazônia
para você realizar seu Sonho!

Duvidas  Pedidos & Informações:
 Telefones: (91) 3618-2045 ou 3771 - 4894
Vendas para todo o Brasil e Exterior via correio.
Celular:
(91) 8988 - 7076 Tim /
(91) 8410- 6868 Claro /
(91) 9639 - 9095 Oi /
(91) 9303 - 4618 vivo/




E agora você compra com cartão de credito (Avista) ou Parcelado basta acessar o Link:
 www.ritadesouza.wix.com/saudedamulher

domingo, 6 de julho de 2014

Vulvodínia

Entendendo por que a dor interna ou externa nunca é normal

  A dor vaginal, também conhecida cientificamente como vulvodínia, é um assunto bem interessante. Talvez você nunca tenha ouvido falar do termo "vulvodínia". Embora esta seja documentada em livros de medicina de 1800, até 1983 não havia um nome para este grande grupo de sintomas vulvares que incluem ardor crônico, irritação, dor, dor ao toque, queimação e/ou relações sexuais doloridas.
 
A dor vaginal afeta muitas mulheres, pois, de fato, uma recente pesquisa realizada pela Harris Interactive® para Vagisil® Research Center revelou que 7% das mulheres com idade a partir dos 18 anos reportou ter ocasionalmente alguma dor vaginal,1% dessas mulheres relatou ter dor vaginal regularmente.

A ciência , acredita que a vulvodínia afeta muito mais mulheres do que a maioria dos médicos, tradicionalmente, imaginam.
 
Para esclarecer qualquer confusão acerca dos termos que empregados, aqui estão as definições com base em novas categorizações da International Society for the Study of Vulvovaginal Disease, de 2003:
  • Vulvodínia (VVD): dor espontânea generalizada na área vulvar. Pode, ou não, haver dor durante o coito, que é chamado de dispareunia. Você também pode ouvir o termo “vulvodínia” utilizado como termo geral para qualquer tipo de sintomas vulvares doloridos, incluindo as condições seguintes.
  • Vestibulodinia (VBD): dor ao toque em uma parte da vulva conhecido como o vestíbulo, a área entre os lábios finos interiores. Esta quase sempre faz com que as relações sexuais sejam doloridas. Também chamado de vestibulite vulvar ou apenas vestibulite, é um tipo específico de vulvodínia localizada no vestíbulo.
  • Clitorodinia: outra forma localizada de vulvodínia com dor no, ou ao redor do clitóris.
Os médicos consideram a VBD e a VVD condições de dor crônica. Embora a causa exata da dor vulvar ainda não tenha sido confirmada, uma das principais teorias diz respeito a uma falha no sistema nervoso central. As terminações nervosas não funcionam bem e as mensagens se misturam, de modo que sente-se dor ao toque ou a queimação está presente sem razão aparente.

Diagnóstico: Vulvodínia ou Vestibulodinia

A dor vulvar é algo complicado de diagnosticar, pois praticamente não há sinais físicos da doença. As mulheres se queixam de dor grave e/ou incapacidade de ser tocada, mas quando o médico faz um exame, nada parece incomum além de uma vermelhidão.
Teoricamente, a VVD e a VBD são principalmente distúrbios de dor que vêm de circuitos de dor anormal gerada no sistema nervoso central. A VVD e a VBD podem ser dois tipos diferentes de distúrbios da dor. A VVD pode ser uma dor proveniente de uma lesão do nervo. Já a VBD pode ser uma dor oriunda da inflamação do nervo.
Creio que a VBD seja uma forma de dor inflamatória. O nervo não se apresenta danificado, mas é continuamente bombardeado por inflamação, de tal forma que ocorre a mudança de sinal na medula espinhal ocasionando dor contínua.

O Que Devemos Inicialmente Descartar:

O diagnóstico da VBD ou da VVD é feito após um processo de eliminação, excluindo outras possíveis causas de dor vaginal. Estas incluem:
  • Infecções - estas incluem, porém não estão limitadas a, fungo, herpes, vírus do papiloma humano (HPV), trichomonas (trich)
  • Traumatismo - inclui agressão sexual e outras lesões físicas
  • Doença sistêmica - por exemplo, Doença de Crohn, lúpus e síndrome de Sjogren, em que as células imunológicas atacam e destroem as glândulas do corpo que produzem as lágrimas e a saliva, que é caracterizada por boca e olhos secos, bem como secura vaginal dentre outras áreas do corpo
  • Condições pré-cancerosas - neoplasia intra-epitelial vulvar (NIV), câncer vulvar
  • Abrasivos - por exemplo, sabonetes, sprays, duchas, anti-sépticos, supositórios, tratamento a laser
  • Vários tipos de doenças da pele tal como eczema, a qual é uma inflamação não contagiosa da pele

Tratamento

Se você acha que tem VBD, sugiro que você tente o seguinte:
  • Leia e aprenda tudo sobre o problema.
  • Elimine qualquer ativador possível ao suprimir infecção fúngica, tratando uma doença de pele ou controlando qualquer outra fonte de inflamação
  • Elimine todos os abrasivos vulvares possíveis; empregue medidas de higiene saudáveis e de conforto
  • Agende uma consulta com o seu obstetra/ginecologista

Dor do Clitóris (Clitorodinia)

A dor do clitóris é, como a VBD, uma forma de vulvodínia localizada. Com esta condição, a dor centraliza-se no clitóris, com ou sem dor associada no vestíbulo ou vulva. Este é o mais novo problema de dor vaginal a ser reconhecido. Muitos médicos, não familiarizados com Clitorodinia, ainda atribuem qualquer problema relacionado com o clitóris a um problema sexual ou psicológico.

Diagnóstico: Clitorodinia

O diagnóstico é feito pela descrição de dor localizada na área do clitóris. As mulheres muitas vezes têm dificuldade de descrever a dor, mas se referem a uma dor constante ou inflamação. O ato de ficar sentada contribui negativamente, assim como a vestimenta, o exercício e a relação sexual. A dor piora com o ingurgitamento de estimulação sexual, tornando a relação sexual impossível para muitas mulheres.
No exame, o teste Q-tip é negativo (ou seja, o vestíbulo está bem), mas ao tocar o clitóris produz dor.

Causa

Os médicos agora suspeitam que a maioria dos casos de clitorodinia seja causada por dor após a herpes, neuralgia pós-herpética. Outras possíveis causas incluem várias doenças de pele. A mais difícil de lidar é com a dor do clitóris em virtude de traumatismo. Foram vistas lesões do clitóris causadas pela estimulação violenta com vibrador, lesões causadas pelo selim de bicicletas e vigas de equilíbrio, bem como danos causados por equipamentos de paraquedas. Tratamentos com laser extensivo ou profundo e produtos químicos abrasivos podem causar dor. Todos os medicamentos que auxiliam no tratamento da vulvodínia têm potencial para também auxiliar no caso de clitorodinia.

Tratamento

O mesmo, conforme supramencionado no caso da vulvodínia.
Ao se consultar com seu médico, não se esqueça de solicitar um exame de sangue (sorologia HSV), o qual mede os anticorpos para herpes, a fim de ter a certeza de que você nunca foi exposta a herpes. 
O vírus nem sempre produz as clássicas bolhas.